O mercado imobiliário nos EUA parece que voltou a ficar aquecido com a baixa dos juros e o pouco inventario de imóveis disponíveis. Sim, a recessão atingiu com força anos atrás, mas a reviravolta está parecendo que pode ser especialmente doce para os proprietários de imóveis. Recentemente, o Wall Street Jornal disse que “a recuperação imobiliária havia transformado o mercado e que fez atrair a novos candidatos a profissão de corretores”.  A fileira de agentes imobiliários aumentou para cerca de 2 milhões. E enquanto os veteranos estão ganhando mais dinheiro, os agentes mais novos estão lutando para se manterem em pé, mesmo com o mercado em expansão em consequência da competência e a falta de experiência.

De acordo com estatísticas dos U.S Dept of Labor and the Realtor Association, um agente imobiliário em média faz 4 a 6 transações por ano.  Um numero baixo levarmos em consideração uma transação a cada 2 meses.Um sem experiência muito menos. Esse fato fez aquecer outro setor. Esta havendo mais trabalho para empresas/consultores de marketing que com suas experiências, ajudam esses profissionais a gerarem mais negócios.

Do lado do proprietário, ficou mais fácil conseguir vender seu imóvel pelo bom momento dos preços em alta e a volta de juros mais baixos. Menores juros motivam compradores. Por outro lado, alguns desses compradores podem ter dificuldades em serem aprovados por conseguir um empréstimo pelo jogo duro dos bancos e a necessidade de se provar excelente credito.  Chegamos à conclusão que o momento esta bom tanto para vendedor como comprador, e que a escolha de um corretor com vasta experiente e conhecimento em todo o processo de compra e venda é fundamental para ambos, “buyer and seller”.

*  Esse artigo tem a consultoria do corretor de imóveis Vladimir Bellemo. Radicado em Orange County (CA), Vladi tem vários anos de experiência no ramo e é especialista em “foreclosure” e “short sales”. Ele fala inglês, português e espanhol – www.bellemo.com – (714) 932-5335

Facebook Comments

Share This