Legalizada desde 1996 para fins medicinais, a maconha agora está liberada oficialmente para fins recreativos na Califórnia. O início de 2018 já começou com filas para muitos cidadãos que queriam usar cannabis no estado dourado. Com fins recreativos, será liberada aos poucos: 60 estabelecimentos inicialmente terão licença para comercializar. Ao longo do ano, espera-se a abertura de centenas de outras lojas no estado, um negócio de 7 bilhões de dólares anuais.

A venda começou parcialmente na segunda-feira (01) em cerca de dez condados, entre os que não está o de Los Angeles, o mais populoso do país e que começará a receber solicitações para licenças de distribuição e venda a partir de janeiro.

Agora a Califórnia será o sexto estado dos Estados Unidos e, de longe, o mais populoso, a se aventurar para além do uso da maconha medicinal legalizada e permitir a venda de produtos de cannabis de todos os tipos a clientes com pelo menos 21 anos de idade.

Nos EUA, além da Califórnia, a venda de maconha para uso recreativo é legal nos estados do Alasca, Colorado, Nevada, Óregon e Washington. No Maine, também é legal possuir uma dose pessoal, embora ainda não se tenha autorizado a venda, o que se espera que se inicie em meados de 2018. Em Massachusetts, será legal a partir de julho deste ano.

O mercado de maconha na Califórnia, o sexto maior do mundo, é avaliado pela maioria dos especialistas em vários bilhões de dólares por ano e espera gerar pelo menos US$ 1 bilhão por ano em receitas tributárias.

Facebook Comments

Share This