Por Mel Brazil

Quem foi que disse que mudar é fácil? Não falo só das mudanças de endereço, cidade, país, mas o fato de como o mundo não pára de mudar e de nós termos de acompanhar esses processos, muitas vezes, complicados. Na verdade, usei a palavra complicado porque talvez a gente que complique um pouquinho as coisas, mas ao mesmo tempo, se não houvesse esses pequenos processos da vida, que graça teria?

Quando cheguei em um novo país, Estados Unidos, e em uma nova cidade que sempre sonhei em morar, Los Angeles, tudo era novo, tudo era lindo, tudo era tão perfeito. E por que não poderia simplesmente ter ficado assim? A resposta é simples, mas as vezes dura demais de aceitar. A vida da gente muda porque nossos hábitos, nossos valores, nosso modo de ver e absorver as coisas estão sempre mudando.

E não é bem melhor assim? Hoje em dia acordar todos os dias e ver o letreiro de Hollywood não me traz mais aquela sensação de estar vivendo dentro de um filme, mas de uma realidade. Muitas vezes o novo nos dá forças para querer avançar um pouquinho mais. Minha nova realidade não era mais ser apenas um telespectador, mas de atuar como personagem principal desse louco filme sem tela que chamamos de vida. O cenário era novo.

As mudanças fazem parte das nossas vidas desde mais tenra idade e mesmo assim, às vezes, ainda é bem difícil aceitá-las, não falo só de mim, mas falo de você também, meu caro leitor. Encontrei a Soul Brasil em uma busca na net, e ainda no Brasil, visitava o site para saber o que acontecia na Califórnia e, em particular, em L.A, San Diego e Santa Bárbara. Como era a vida dos brasileiros por aqui, eventos, etc. E prometi a mim mesma, quando chegasse na Califa, que iria escrever sobre o tema “Mudanças”.

Enfim, tudo que é novo pode nos assustar, nos impressionar ou mesmo nos iludir, contudo aqui entra um outro personagem, às vezes mocinho, às vezes cruel vilão da nossa história de vida: o tempo. O tempo nos traz o valor exato de tudo de bom ou de ruim que as mudanças nos trouxeram, mas eu particularmente gosto de absorver somente as coisas boas porque as ruins a gente aprende, entende e deixa pra lá.

E ao final de tudo isso, perceber que as mudanças existem para nos tornar melhores a cada cena é aceitar de uma forma positiva as mudanças que a vida nos traz, sabendo, contudo, que sempre teremos que conviver com os resultados das nossas próprias ações. Em outras palavras, quero que você escolha bem que cor você vai pintar seu cabelo, que corte você vai querer dessa vez, que estilo que roupa você vai desfilar, que atitude você vai tomar e continue vivendo da melhor forma que você puder, sentindo a felicidade e até a grandiosidade de ser a estrela grandiosa do seu próprio filme!

Porque esse filme, meu caro, esse filme a gente só roda uma vez. Então, felicidades com seu personagem. Boas decisões em suas mudanças. Tenha um bom final de ano. Tenha um maravilhoso novo ano.

Facebook Comments

Share This