Você já foi prestar algum exame e observou que geralmente fica um ou mais de um fiscal por sala de prova? Ser fiscal de exames, testes ou provas vai além de observar os candidatos durante algumas horas, é preciso ser ético, transparente e, claro, manter o respeito.

Para ser um desses fiscais (Test Proctor em inglês), seja pessoalmente ou online, e ser remunerado na função, basta se inscrever em sites específicos (veja mais abaixo), ler e/ou assistir a vídeos com instruções de acordo com a instituição responsável pela prova. Se chamado, sua função será basicamente, garantir que tudo corra bem durante os exames, que pode ser, entre outros, exames de SATs (para admissão a “colleges”) e certificações de professores.

Você pode ganhar US$ 12,00 por hora (2018) apenas para observar por algumas horas e prestar atenção aos pequenos detalhes da aplicação do exame. Claro, em muitos estados dos EUA, isso significa um mínimo. Mas é um trabalho fácil e que não exige muitos requerimentos. Você pode conseguir esses freelas visitando vários centros de testes que geralmente estão perto de campus universitários ou mesmo em escritórios de community colleges.

A National College Testing Association também é um ótimo recurso para encontrar locais para se inscrever. Além disso, você pode localizar os centros de testes do SAT aqui . Outra dica seria empresas privadas de testes online que usam freelancers tipo ProctorU e Proctor Free.

Lembramos que alguns desses lugares pagam por hora, mas outros (como o SAT) normalmente pagam apenas um valor único estipulado. Há também a opção de trabalhar em casa, ou seja, online – nesse caso geralmente a empresa exige um passo a mais que seria o de validar a identidade do candidato por meio de um processo interno seguro. Seja pessoalmente ou online, é de suma importância que o freelancer entenda as regras dos distintos exames, como por exemplo, quais recursos podem ser usados e a duração dos mesmos.