Neste domingo (20), o juiz federal Sérgio Moro participou de uma cerimônia de formatura na Universidade de Notre Dame, em Indiana, e foi homenageado e também o principal orador do evento. No discurso, ele falou sobre o trabalho na Operação Lava Jato, que disse “não tem sido fácil”.

Moro recebeu o título de Doutor em Direito honoris causa, o mesmo título que receberam os ex-presidentes Luiz Inácio da Silva e Fernando Henrique Cardoso em 2003, na mesma instituição. Em seu discurso, o juiz declarou que ninguém está acima da lei. Moro também disse que o trabalho da Operação Lava Jato não tem sido fácil, e falou sobre ameaças, riscos e tentativas de difamação.

“Alguns criminosos não querem mudar o status quo da corrupção e da impunidade. E eles são muitos e poderosos”, declarou o juiz. Ainda em seu discurso, Moro afirmou que o alicerce da nações democráticas é o Estado de Direito.

Moro ainda classificou a corrupção no Brasil como “vergonhosa”, mas destacou como positivo o endurecimento da lei sobre esses crimes. O juiz ainda citou semelhanças entre as histórias do Brasil e dos Estados Unidos, como o sofrimento com a escravidão no século 19 e o fato de ambos os países terem recebidos milhões de imigrantes de todo o mundo. E elencou diferenças, como a força econômica e a maturidade da democracia.

Moro ainda aconselhou os formandos a “nunca desistir de uma boa causa” e a defender seus direitos e lutar pela democracia, sendo aplaudido em pé pelos alunos, professores, membros da universidade e parentes.

Share This