Image_Web_Oct 16_Rio Quente_Recorde_PixabayO calor no Rio de Janeiro não fica trás do calorzão úmido que está fazendo no Sul da Califórnia. Os termômetros atingiram marcas históricas nos últimos dois dias (15 e 16 de outubro), e a cidade maravilhosa registrou a terceira maior temperatura em 100 anos pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), e também a mais alta no ano de 2015.

Na quinta-feira (15), a estação de Marambaia, na Zona Oeste, marcou 42,1°C no início da tarde e teve praias lotadas por conta do Dia do Professor. No dia seguinte, o calor subiu para 42,8°C, registrado em Santa Cruz, também na Zona Oeste, e deixou a orla cheia mais uma vez. A medição do Inmet começou em 1915. Depois de quase um século, as temperaturas mais altas foram registradas em 2012 em Santa Cruz (43,2°C) e em 1984 em Bangu (43,1°C), segundo um balanço feito pelo Climatempo.

Ainda na lista das maiores temperaturas, da quinta a oitava posições, todas foram registradas no ano passado. Três delas no mês de fevereiro, que ficou conhecido como “fervereiro“, por conta do forte calor. As temperaturas máximas registradas em 2014 foram de 41,6°C, 41,4°C, 41,3°C e 41,2°C, segundo a assessoria de imprensa do Climatempo.

Após dois dias de recorde de calor, a temperatura deve cair quase 15°C no fim de semana de sábado (17) e domingo (18), segundo a previsão do Inmet. A máxima prevista é de 28°C, com tempo nublado e chuvoso, para alegria de muitos e de certa tristeza para os fanáticos do sol e cerveja gelada na praia! No Sul da Califórnia, a umidade já prevalece por 3 dias e o calor de clima seco, característico da Califórnia, apenas deve voltar na segunda, 19, ou 20 de outubro.

Facebook Comments

Share This