O índio Matsés A Survival International, organização mundial de apoio aos povos indígenas com objetivo de ajudá-los a defender as suas vidas e proteger as suas terras, parece ter descoberto um plano do governo peruano que ameaça um território de indígenas isolado em nome do lucro do petróleo.

Segundo a organização, o “plano mestre” que poderia abrir caminho para uma exploração em grande escala de petróleo em um novo parque nacional ameaçaria as vidas e terras de diversos povos indígenas isolados. A área, conhecida como Serra do Divisor, é parte da Fronteira Isolada Amazônica, região na divisa do Brasil e do Peru, e é o lar de mais tribos isoladas do que em qualquer outro lugar no mundo.

A ameaça ao meio ambiente e às vidas de diversos índios faz muitos se perguntarem o que será das vidas que dependem do local para sobreviver. Sem parecer dar muita importância para este fato, um novo plano está sendo elaborado para a área pela agência de parques nacionais do Peru, SERNANP. Ele poderia permitir que petrolíferas entrem no parque. Também acredita-se que o novo governo deseja modificar a lei para facilitar ainda mais a abertura de parques nacionais para operações de exploração de gás e petróleo.

O Parque Nacional Serra do Divisor foi criado em 2015 para proteger a região. O novo plano pode aniquilar os indígenas isolados, sendo que nem todos já foram reconhecidos pelas autoridades. Uma mulher contatada Matsés disse: “O petróleo destruirá o lugar onde nascem os nossos rios. O que acontecerá com os peixes? O que os animais beberão?”

Em 2016, a petrolífera canadense Pacific E&P cancelou um contrato de exploração petrolífera em um território de Matsés contatados, devido à forte oposição pela tribo. No entanto, a petrolífera ainda tem um contrato para explorar na Serra do Divisor.

Em 2012, ela realizou a primeira fase de exploração, contra qual a Survival International e os Matsés contatados fizeram campanhas. Os membros isolados da tribo – os mais vulneráveis – ainda estão em risco, e não estão em posição de consentir nem contestar o projeto. O meio ambiente do qual eles dependem e cuidam há milênios pode ser destruído.

O processo de exploração de petróleo usa milhares de explosões subterrâneas ao longo de faixas abertas na floresta para determinar a localização de depósitos de petróleo.

As tribos isoladas são os povos mais vulneráveis do planeta. Todos os povos isolados enfrentam uma catástrofe, a não ser que suas terras sejam protegidas. Com um novo governo no Peru, a Survival e as organizações indígenas AIDESEP, ORPIO e ORAU estão pedindo que o governo repense sua postura.

O diretor da Survival, Stephen Corry, disse: “É do interesse de todos nós lutar pelos direitos territoriais das tribos isoladas, porque evidências provam que territórios indígenas são as melhores barreiras ao desmatamento. A Survival está fazendo tudo o que pode para garantir suas terras a esses povos”.

Facebook Comments

Share This