Por Lindenberg Junior

Em todos os países do mundo, especialmente nos Estados Unidos, ter um bom crédito com respectiva boa pontuação (“credit score”) pode significar ser bem mais fácil conseguir um empréstimo para comprar uma casa, abrir um negócio ou até economizar significantes valores em consequência de juros mais baixos para saldos devedores em cartões de crédito. Os fatores mais relevantes são o seu histórico de pagamento (35%), tempo de vida (30%), tempo do histórico de crédito (15%), contas de crédito abertas recentemente (10%) e tipos de crédito utilizado (10%).

Essas e outras informações são monitoradas pelos chamados “Credit Bureau”, nesse caso, o Equifax, Experian e TransUnion. Estas agências de informações de crédito recolhem informações de onde você solicitou crédito e rastreiam os números e os tipos de contas que você utiliza. Por lei federal, nos EUA, você tem o direito de uma vez por ano pedir gratuitamente o seu reporte de crédito pelo website www.annualcreditreport.com. Mas você pode constatar como está o seu score de crédito em qualquer hora e/ou através das agências de crédito que mencionamos mais acima, mas geralmente existe um custo. Abaixo fizemos um passo a passo para ajudar a você, nosso leitor.

Primeiro Passo: Verifique seus dados de identificação

Cheque seus relatórios de crédito e verifique a seção de informações pessoais. Você vai encontrar o principal nome para o qual você mandou o relatório, seguido por uma lista de um ou mais nomes anteriores. As mulheres podem ter uma lista particularmente longa, se ela tiver sido casada várias vezes. Note que seu número de seguro social não deve aparecer em forma completa. Isto é para sua proteção e segurança. Em seguida, localize o seu endereço atual seguido por uma listagem de endereços anteriores. Certifique-se de que todos os endereços apresentados correspondem aos endereços que você teve. A próxima seção lista o histórico de emprego. Verifique se as informações também estão corretas. Um emprego que você não reconheça pode indicar que você possa estar sendo confundido com alguém.

Segundo Passo: Vasculhe os seus Pontos Negativos

Esta seção pode incluir depreciativos nos registros públicos como, por exemplo, se você entrou com pedido de falência, deve dinheiro por causa de uma decisão judicial ou perdeu uma casa por “floreclosure”. Reveja todas as informações na seção negativa com muito cuidado. Se as informações estiverem corretas, não há muito a fazer além de esperar. A boa notícia é que mesmo que tenha informação negativa, ela não terá um grande impacto na sua pontuação de crédito quando tiver passado os três anos da data da marca negativa. A maioria das informações negativas é completamente removida do seu relatório de crédito em sete anos.

Terceiro Passo: Encontre quem Solicitou suas Informações de Crédito

Esta seção inclui informações como bancos, cartões de credito e outras partes interessadas, tais como uma empresa de serviços públicos que possa ter checado o seu relatório de credito. A primeira lista inclui os bancos e os cartões de credito, por exemplo, com datas de contato e o nome da respectiva empresa que você já tenha solicitado credito. Alguns relatórios incluirão uma segunda lista e que podem conter empresas que solicitaram o seu histórico de crédito seja para fins de marketing ou para uma revisão de sua atividade de crédito – se já tem algo existente. Esta lista também incluirá o nome da empresa e a data de solicitação ou inquérito. Além das possíveis duas listas, você também pode ver detalhes sobre as empresas. Se você ver nomes ou credores que não seja familiar ou que não há solicitado crédito, é sábio entrar em contato com os mesmos para descobrir por que os mesmos solicitaram checar o seu reporte de credito.

Quarto Passo: Examine a lista de “Account”

A próxima seção será uma listagem de suas contas. No topo desta seção você encontra um resumo e, em seguida, a informação detalhada sobre cada tipo de conta. Na seção dos detalhes, você vai encontrar: o número da conta, o tipo de conta (revolving, installment, overdraft/reserve, checking, savings ou mortgage), termos de pagamento mensal, data de abertura, data da última atividade, tipo de empréstimo (como por exemplo, os “equaty loans”), etc. Analise cuidadosamente todos os detalhes sobre cada conta para ter certeza de que em estão 100% corretos.

Quinto Passo: Ajuste se Necessário o seu “Credit Report”

Nos EUA, podemos dizer que quase todas as pessoas enfrentam problemas com seus relatórios de crédito em algum momento de sua vida. Pode envolver uma cobrança equivocada que você resolveu posteriormente com a empresa, mas não com os credit bureau ou uma marca negativa em um acontecimento que na real possa ter acontecido com uma outra pessoa. Isso pode acarretar um “não” na decisão sobre um pedido de crédito no futuro. O primeiro passo no processo de correção é enviar uma carta ao credit bureau do qual você encontrou o erro explicando o que há de errado e o porquê que você acha que a informação deve ser corrigida.

Sexto Passo: Mantenha-se Informado

É de extrema importância que você acompanhe regularmente o seu “credit report”. O ideal seria de seis em seis meses, mas, no mínimo, a cada doze meses aproveitando o “free annual report” como mencionado no começo do artigo. Você não só precisa analisar o relatório com exatidão, mas também saber se alguém pode estar usando sua identidade. Alguma suspeita requer ação rápida de sua parte. Lembre-se que quanto mais rápido você agir, menos dor de cabeça e estresse será para resolver o problema.

Por Fim

Tenha cuidado com serviços de reparação de crédito que prometem solucionar rapidamente o seu problema e inclusive promessas de remover seu histórico negativo. Se pensa em procurar uma agência tipo “credit counselor”, tenha certeza de antes consultar o website do “National Foundation of Consumer Credit” para verificar se essa respectiva agência esta credenciada – cheque www.nfcc.org.

Quer se proteger os ladrões de informações? Confira este guia e aprenda a proteger a Identidade e o Crédito nos Estados Unidos.

Facebook Comments

Share This