Por Andréa Alves | Colaboração: Heloisa Azevedo

Na área nordeste do que hoje chamamos Rio Grande do Sul, esta transformação constante resultou nos cânions gaúchos que formam uma divisa natural com Santa Catarina. Vários fenômenos contribuíram para a criação deste espetáculo de rara beleza: o derrame sucessivo de erupções vulcânicas há 200 milhões de anos, a divisão do então continente Gondwana (criando a África e a América) e a constante erosão causada pelos rios.

É a natureza nos ensinando. Nada é grande, forte ou poderoso eternamente. Tudo é relativo, tudo é temporário. Passaram os dinossauros, ruíram impérios, secaram rios e oceanos, (de)formaram-se continentes. Tudo se transforma, testemunhando a evolução da vida. É apenas uma questão de tempo.

São cânions lindos, com vegetação exuberante, rios, cascatas, cachoeiras em abundância. Uma fauna variada e até alguns animais em risco de extinção são os moradores de direito do local. Nas proximidades das cidades de Cambará do Sul e São José dos Ausentes, estão o Parque Nacional dos Aparados da Serra, o preferido por sua infraestrutura turística, e o Parque Nacional da Serra Geral que não dispõe de infraestrutura, onde o acesso é livre e isento de cobrança.

santa catarinAli, a Natureza caprichou! A temperatura em geral é amena (20° C), com máxima de 36 e mínima de –6° C. A melhor época para se visitar os parques é durante o inverno (de junho a agosto), quando as paisagens estão mais nítidas e o risco de nevoeiros é menor. Por ser uma região alta e úmida, faz frio todo o ano.

Os aficionados pelo ecoturismo têm na região amplo menu de atividades para exercitar seu amor pela natureza. Das simples caminhadas por trilhas variadas, a cavalgadas e pedaladas por pequenas estradas e mata adentro. Os que preferem um relacionamento mais emocionante, ou até mesmo “carnal”, com a natureza têm a possibilidade de praticar montanhismo, rapel e rafting. O ponto de partida pode ser Porto Alegre (POA), no Rio Grande do Sul, ou Praia Grande (que, pasmem! não é praia, nem é grande), em Santa Catarina. As entradas dos parques são em Cambará do Sul, para onde você pode ir de ônibus ou de carro. Cambará do Sul, a 186km de POA e 22km de Praia Grande.

População de menos de 7.000 pessoas! Cidade calma que se agita com a grande quantidade de visitantes. Com várias pequenas pousadas e casas de fazenda para descansar o esqueleto depois de todo o esforço físico. Acampar nos cânions não só é possível, como também é o passeio mais astral. A comida na cidade é farta e deliciosa.

Não deixe de saborear o arroz de carreteiro e o churrasco, claro! Parque Nacional dos Aparados da Serra: 10.250 hectares de relevo acidentado, com montanhas e vales profundos. Possui boa infra-estrutura, com estacionamento, centro de visitantes, lanchonete e monitores ambientais. Grupos guiados partem a cada meia hora para as diversas trilhas. Pode-se explorar tanto as partes altas do cânion, quanto as baixas.

Facebook Comments

Share This