Curadora do festival, a editora Antonia Pellegrino

São Paulo vai ganhar o primeiro festival feminista do Brasil no mês de agosto. Sob a temática “Poder” e com curadoria da editora Antonia Pellegrino, o festival “AgoraÉqueSãoElas”, realizado pelo coletivo que leva o mesmo nome do evento, vai reunir debates, exposição, poesia, feira de roupas cinema e música.

“A proposta é trazer à tona importantes discussões e aspectos dos debates sobre poder e igualdade de gênero. Nós queremos fortalecer mulheres para disputarem poder. Nas empresas, nos condomínios, nas igrejas, nas escolas, na política, na cultura. E para isso, precisamos conhecê-lo. Essa é a tarefa a que nos propomos com o festival”, revelou Antonia Pellegrino.

No quesito música, o festival levará dois expoentes da cena brasileira: a rapper e influenciadora digital Preta Rara e a multiintrumentista cantora de jazz, soul e blues, Bia Ferreira.

A atração principal fica por conta da escritora inglesa Mary Beard, cujo último livro, “Mulheres e poder: um manifesto”, foi recém-lançado no Brasil e traz à tona uma pesquisa ampla sobre o silenciamento feminino. Esta será sua primeira apresentação no país. Ainda participam do festival nomes como a filósofa Djamila Ribeiro, a escritora Heloisa Buarque de Holanda e a ativista Eliana Souza e Silva, criadora da ONG Redes da Maré, entre outras.

Serão quatro mesas de debates com temas diversos, além de uma mostra de filmes brasileiros assinados por cineastas mulheres com curadoria da plataforma Hysteria. Luisa Duarte e Pollyana Quintella são as curadoras de uma exposição/ocupação de obras audiovisuais de artistas brasileiras como Anitta Boa Vida, Caroline Valansi, Cibelle Cavalli Bastos, Luisa Brandelli, Marcela Cantuária e Virginia de Medeiros.

Para dar voz ao público, o festival terá o espaço “Lugar de Fala”, no qual as melhores apresentações, que terão de ter no máximo 6 minutos, irão para o blog Agora é que são Elas. Neste mesmo espaço, 10 poetas – Fernanda Morse, Natasha Felix, Alice Sant’anna, Sofia Mariutti, Julia de Souza, Natalia Agra, Bruna Beber, Júlia de Carvalho Hansen, Lubi Prates, Maíra Mendes Galvão – irão declamar poesias autorais seguidas de poemas de suas mestras.

Cartaz “VOTE COMO UMA GAROTA” meio a uma vibrante multidão de 500 mil pessoas, em Los Angeles, Califórnia.
Foto: Mark Ralston/AFP/Getty Images

Ainda haverá feira de roupas plus size, customização de tênis e foodtrucks para atender a todos os paladares durante as sessões musicais, de cinema e rodas de debates. Para maiores informações, clique aqui.

*O coletivo declara apoio a todas as lutas de mulheres ao redor do mundo e deu ampla divulgação à Marcha das Mulheres (Women’s March) ocorrida em janeiro de 2018 em várias cidades dos Estados Unidos. O grupo acredita que todas as mulheres merecem direitos igualitários em relação aos homens, e apoia, também, as imigrantes que saíram do Brasil para tentar uma nova vida nos EUA.

** Se você é mulher imigrante e vive aqui nos EUA e quer saber como proceder caso seja vítima de violência doméstica, clique aqui.