No Brasil, ele ficou conhecido pelo sucesso estrondoso que a banda Los Hermanos teve nos anos 2000 e, concomitantemente pela carreira solo paralela à banda. Rodrigo Amarante, de 42 anos, é músico, multi-instrumentista e compositor e atualmente mora em Los Angeles onde construiu uma carreira musical de também sucesso.

Tudo começou em 2007, ano em que a banda Los Hermanos suspendeu suas atividades. Amarante recebeu um convite do músico Devendra Banhart a fim de participar do álbum “Smokey rolls down Thunder Canyon”, (posteriormente, ambos se reuniram à Marisa Monte, em L.A., para gravar a canção “Nu com a minha música”, de Caetano Veloso).

Ele viajou para Los Angeles e, no estúdio de Banhart, Rodrigo reencontrou o baterista do Strokes, Fabrizio Moretti, que conhecera num festival em Portugal. Formou com ele e a californiana Binki Shapiro a banda indie Little Joy, que lançou um CD homônimo e fez uma série de shows por 16 cidades americanas, ganhando notoriedade dentro da cena alternativa norte-americana.

De lá pra cá seus projetos musicais continuam e Rodrigo não voltou para o Brasil. Morando há mais de 10 anos em Los Angeles, o multi-instrumentista alcançou o sucesso com seu primeiro disco solo “Cavalo” e fez turnês nos Estados Unidos e na Europa. Em 2018, lançou sua primeira trilha sonora original para o filme britânico “7 Days In Entebbe” e no momento está finalizando o seu segundo álbum solo.

E viver na Califórnia também influencia em suas composições. Quando perguntado, pela Rolling Stone do Brasil, o quanto morar em Los Angeles influencia no resultado do seu último álbum, Amarante revelou: “As cidades preservam a gênese da sua fundação. A Califórnia ainda é o Velho Oeste, no sentido de que é para onde as pessoas vão para realizar sonhos irrealizáveis ou fugir de fantasmas. É onde coisas recomeçam e tudo é possível, desbundante. E é um deserto, né? Vasto, onde muito é ilusório. As palmeiras foram colocadas ali para que você tenha a sensação de estar num oásis. Mas você sabe que ainda está no deserto”.

Além de seus projetos musicais e da banda Little Joy, a composição da canção “Tuyo”, feita em espanhol para a trilha sonora da série Narcos (2015), ampliou a visibilidade do artista no universo pop, tendo rendido inclusive indicação ao compositor na edição de 2016 do Emmy awards, prêmio que tem o status de ser o Oscar da televisão.

Após uma década fora do Brasil, Amarante está no Rio de Janeiro, sua cidade natal, desde o final de março para matar a saudade e realizar um projeto pessoal. Vai aproveitar a turnê de revival da banda que o projetou, Los Hermanos, para realizar shows solo no Rio, em São Paulo e Salvador. Mas ao término da turnê, retorna a Los Angeles para dar continuidade à carreira de músico solo na cidade que escolheu chamar de lar.

Facebook Comments

Share This