Por Lindenberg Junior

A partir da década de 20 o futebol foi se firmando no Brasil, e na década de 40 com o contagio absoluto da nação com o futebol, o governo se viu obrigado a investir na construção de um estádio que detivesse condições de sediar um campeonato mundial. Com a ajuda do marketing da imprensa esportiva, a população começou em massa a ir aos jogos de futebol e a necessidade de grandes estádios passou a ser uma grande realidade, principalmente nos grandes centros urbanos como o Rio de Janeiro e São Paulo.

Por decisão do então Presidente da República, Eurico Gaspar Dutra, o governo investiu maciçamente na construção de um gigantesco estádio de futebol. Em 16 de julho de 1950 em uma partida prévia a Copa do Mundo, entre cariocas e paulistas, se inaugurou o Maracanã, o maior estádio do mundo, que teve seu reconhecimento mundial durante o 4°. Campeonato Mundial de Futebol.

Hoje o estádio Jornalista Mário Filho, no bairro de São Cristóvão no coração do Rio de Janeiro é sinônimo de futebol e grandes emoções. Qualquer Brasileiro, seja homem ou mulher, seja jovem ou idoso, conhece ou já ouviu falar no famoso Maracanã. Chamado primeiramente de “Estádio Municipal”, deslumbrou o mundo por sua originalidade, sua forma plástica, extrema funcionalidade e segurança.

Projetado pelos arquitetos Rafael Galvão, Pedro Paulo Bernardes Bastos, Orlando Azevedo e Antônio Dias Carneiro, e construído por um consórcio de empresas Brasileiras em um prazo recorde de dois anos, o MARACANÃ, assim apelidado carinhosamente pelos cariocas, já foi palco de importantes eventos esportivos, mas também culturais, e religiosos, como a visita do Papa João Paulo II ao Rio de Janeiro.

O estádio teve seu recorde de público em um jogo realizado entre as seleções do Brasil e Paraguai em 26 de março de 1954, com 195.513 espectadores. Já entre equipes, o recorde é para um dos famosos Fla-Flu (Flamengo e Fluminense) em 1963, onde estiveram presentes 177.656. Alguns anos atrás o estádio sofreu reformas e foi introduzido por leis federais, “cadeiras” como se vê em estádios Americanos, diminuindo o número total de espectadores permitidos, mas aumentando o conforto e a segurança no famoso estádio.

Durante a Copa do Mundo de 2014, o Maracanã se tornou o segundo estádio com maior número de jogos em Copas recebendo sua 15ª partida em 87 anos de história da competição. Na final do campeonato, 74.738 foram ao templo do futebol para acompanhar a partida Alemanha x Argentina.

Hoje, para quem visita o Rio de Janeiro e é um apaixonado pelo futebol, uma visita ao estádio do Maracanã é imprescindível. E assistir a um dos grandes clássicos do futebol carioca como um famoso Fla-Flu é uma emoção indescritível para o turista amante do esporte mais popular do planeta.

Share This