O incêndio “La Tuna”, que começou na sexta-feira (01/09), foi considerado o maior da história da cidade californiana. No total, 7.194 acres de terra foram queimados, o que obrigou residentes de mais de 700 casas a evacuarem da parte norte de Los Angeles.

As chamas atingiram mais de 7.000 hectares em torno das Montanhas Verdugo, em Los Angeles, Glendale e Burbank, além de destruir cinco casas. Funcionários disseram que foi o maior incêndio para sair na cidade nos últimos 50 anos.

O incêndio forçou o encerramento total da autoestrada Foothill (210) por dois dias. Temperaturas mais frias e as chuva do fim de semana entre os dias 08/09 e 10/09, juntamente com ventos mais leves, ajudaram no combate ao incêndio. No auge do fogo, até 1.061 bombeiros trabalharam no local, embora seus números tenham sido reduzidos à medida que as chamas foram sendo controladas.

“O progresso feito durante o fim de semana foi uma exibição incrível de liderança e esforço unificado do Departamento de Bombeiros de Los Angeles e seus parceiros em todo o estado”, afirmaram autoridades locai. “Dada a escala histórica e os destroços do incêndio pelas encostas, a cidade de Los Angeles precisa examinar as melhores estratégias para proteger nossos bairros de possíveis deslizamentos de terra e inundações  consequentes do incêndio”.