Por Lindenberg Junior

Como já diziam os sábios na Idade Média, tocar um instrumento, com ou sem habilidade, ou simplesmente participar de um ritual musical seja qual for o seu instrumento, já cria chances de conexão com nossa própria música interior e com todo o Universo. Nos traz uma sensação de bem-estar, paz e harmonia!

Para os que nasceram sem o “dom musical”, ou por uma razão ou outra não tiveram tempo de estudar música e partituras, é bom lembrar que é mais importante nos envolvermos com algum instrumento musical, mesmo sem ter estudado suas técnicas de execução, do que ficarmos alheios a este hábito, apenas porque não somos os “bons de titmo”.

Na Bíblia Sagrada, no Alcorão, nos Compêndios da Umbanda, ou na Crença Rastafari, enfim, em todas as crenças e culturas encontramos algo parecido que diz mais o menos o mesmo: “Toque e cante para agradar os Deuses e encantar a sua própria alma”. E é exatamente o que deveríamos fazer quase sempre.

Definitivamente, pegue uma flauta ou uma gaita, um pandeiro, um atabaque, um berimbau, ou qualquer instrumento com o qual você se identifique. Lance-se em algum exercício musical ou em alguma prática contínua, com ou sem um instrutor, e descubra sua música interior!

Quer recomendar esse artigo em uma versão em inglês para amigos? Clique aqui.

Facebook Comments

Share This