A vítima João Souza, de 19 anos, cursava Engenharia na Universidade de Binghamton

Um estudante brasileiro foi morto a facadas na noite do último domingo (15) na Universidade de Binghamton, em Nova York. João Souza, de 19 anos, cursava o primeiro ano de engenharia civil na instituição de ensino. O suspeito, que também é aluno da universidade, está detido pela polícia acusado de homicídio.

João Souza foi esfaqueado por volta das 22h30 de domingo, no horário local. O estudante chegou a ser levado para o hospital com vida, mas não resistiu aos ferimentos. Câmeras de segurança flagraram o suspeito deixando o dormitório de Souza e fugindo do campus.

Mais tarde a polícia identificou o suspeito como Michael M. Roque, de 20 anos. A polícia suspeita que o crime tenha sido premeditado e Souza era o principal alvo. O estudante Wen Zhong Xun, que se identifica como companheiro de quarto do brasileiro, disse ter presenciado o crime e usou as redes sociais para se manifestar.

“Eu conhecia João como um ser humano muito gentil e atencioso. Ele não merecia isso. Sinto muito por ele e sua família. Eu gostaria de ter feito mais para ajudar”, disse. Segundo Xun, o brasileiro gritou pedindo ajuda e entrou em seu quarto para fugir do agressor, que o perseguiu.

Michael Roque foi detido como suspeito de matar o brasileiro João Souza

A família de Souza, que reside no Brasil, foi informada do caso, mas decidiu não se pronunciar. De acordo com o jornal “The New York Times”, João Souza se formou no ano passado em um colégio de Rye Brooks, também no Estado de Nova York. Após o ataque, o brasileiro foi levado ainda com vida para um hospital na região, mas não sobreviveu aos ferimentos.

Trata-se do segundo caso de homicídio de alunos da Universidade de Binghamton neste ano. Em março, a estudante de enfermagem Haley Anderson, 22, foi encontrada morta em sua residência.

Facebook Comments

Share This