Nesta quarta-feira (17), o dólar encerrou em alta de 0,85% de olho na reforma da previdência após a votação de parecer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ser adiado para a semana que vem por falta de acordo. Ao final da cotação, a moeda passou a valer R$ 3,93.

A reforma da Previdência, e a economia que ela pode causar nas contas públicas, é vista como essencial pelos agentes do mercado financeiro para o equilíbrio fiscal do país. Com as contas em ordem, é esperado um crescimento mais sustentável da economia.

No exterior, o dólar também operou perto da estabilidade. O “dollar index”, que calcula o comportamento da divisa americana frente a uma cesta de dez moedas, registrava leve queda de 0,02% próximo ao horário de encerramento dos negócios.

Facebook Comments

Share This