Por Lindenberg Junior

Finalmente você chega em casa depois de um exaustivo dia de trabalho. Atravessou a cidade, passando horas naquele trânsito insuportável. Abre a porta de casa e olha para a poltrona macia que lhe convida para um “relax” antes do jantar. Quando pensa que está tudo bem, sente os músculos do pescoço e ombros pesados pela tensão do dia a dia, e, para ajudar, uma pontinha de dor de cabeça. Já se identificou com esta cena? Muito provavelmente.

O estresse da luta diária pela sobrevivência, mais o conforto proporcionado pela vida moderna (quantas pessoas abrem mão do controle remoto da televisão para mudar de canal?) fazem com que tenhamos uma vida sedentária, deixando, muitas vezes, o nosso corpo literalmente “travado”. Daí as dores musculares,o pescoço duro, e, consequentemente aquela dor de cabeça.

Nessa hora, nada melhor do que uma boa massagem. Com as técnicas corretas, a massagem pode, além de aliviar as dores musculares, eliminar a fadiga e relaxar, evitar lesões, auxiliar na manutenção da boa forma e de problemas psicológicos. Podemos dividir a massagem em dois grupos segundo sua origem: as orientais e as ocidentais.

Existem muitos tipos de massagem e, nos últimos anos, cada vez mais técnicas orientais e ocidentais vem sendo difundidas com o objetivo de trabalhar a consciência corporal. Algumas técnicas são mais indicadas para o relaxamento físico e mental e outras, ainda, visam amenizar e até mesmo curar dores e doenças. Abaixo, descrevemos algumas técnicas mais conhecidas:

Ocidentais

Sueca: Também conhecida como clássica, trabalha diretamente com a estrutura corporal, combinando movimentos de amassamento,deslizamento, fricção e vibração nos tecidos moles, trazendo relaxamento para os músculos e maior circulação sanguínea. Controla o sistema nervoso e promove o bem estar de forma geral. É uma massagem de ação purificante.

Drenagem Linfática: Técnica criada na década de 30 pelo terapeuta dinamarquês Vodder. Seu objetivo é drenar os líquidos retidos no organismo desinchando os nódulos linfáticos, que são responsáveis pela formação da celulite em algumas parte do corpo. É ótima também em processos de pós-lipoaspiração, porque ela acelera os processos de regeneração dos tecidos.Também é recomendada para pessoas com má circulação sanguínea.

Rolfing: Possui esse nome pelo fato da Dra. Ida Rolfer ter pesquisado um sistema holístico de manipulação dos tecidos moles e na educação do movimento do corpo humano. As pessoas procuram o Rolfing como uma forma de amenizar dores crônicas, stress, e otimizar sua performance em atividades diárias e profissionais, como no caso de atletas e

Rítmica: Desenvolvida a partir da massagem clássica (ou sueca) no início do século 20. Baseia-se no conhecimento dos diferentes membros do corpo humano e nas relações entre os sistemas neuro-sensorial, rítmico e metabólico motor. Ajuda na prevenção de doenças e do stress, servindo de apoio para o processo de cura.
Ritmos como a mudança de estações do ano; o acordar e o adormecer; inspirar e expirar são como o ritmo de ligar e soltar da massagem.

Orientais

Shiatsu: Técnica milenar chinesa que significa pressão com os dedos, apesar de utilizar também as mãos, cotovelos e até os joelhos em uma sessão. Trabalha com a energia vital que circula no corpo através dos canais ou meridianos. Estes canais podem estar em desequilíbrio ou então com a energia estagnada, o que pode provocar dores pelo corpo.Estimula a drenagem linfática, eliminando as toxinas mais rapidamente; melhora oxigenação das células e a circulação sanguínea. Elimina a fadiga, alivia dores e traz uma sensação de relaxamento geral.

Massagem Indiana Tântrica: Essa massagem tem em média 1 hora de duração e é sempre aplicada em pessoas do sexo oposto, para troca de polaridades. É preventiva e age para restabelecer o equilíbrio físico-espiritual do indivíduo. Harmoniza os corpos energéticos e previne doenças estimulando as defesas naturais do organismo, além de tratar fraquezas gerais do coração, desequilíbrios nervosos, pertubações mentais e emocionais, e também harmonizar a sexualidade.

Shantala: Originou-se no sul da Índia. Técnica passada de mãe para filha e desenvolvida especialmente para crianças e bebês que é fundamentada na Yoga e na medicina indiana. Traz relaxamento, alívio de cólicas e insônia. Atua também no desenvolvimento dos músculos e ossos e equilíbrio do sistema nervoso e emocional. Proporciona segurança e autoestima para a criança, que pode sentir o quanto é amada.

Reflexologia: Baseia-se no princípio de que todos os órgãos, glândulas e partes do corpo tem pontos correspondentes nas mãos, pés e ouvidos. Podemos dizer que o pé, por exemplo, possui um mapa que serve de guia para o massagista. O efeito mais imediato da reflexologia é o relaxamento.

Quick Massage: Massagem rápida que dura em média de 15 a 20 minutos. Feita geralmente em uma cadeira ergonômica, é muito utilizada dentro das empresas pela sua praticidade, proporcionando aos funcionários momentos de relaxamento no próprio local de trabalho ;deixando-os mais dispostos e produtivos. Trabalha as regiões do pescoço, nuca, ombros, braços e costas.

Certamente, o sucesso e a aceitação da massagem estão diretamente relacionados com o prazer que ela suscita. A massagem é uma linguagem de tato, uma transmissão e uma forma de estabelecer uma comunicação, uma conexão sem palavras.

Especial agradecimento: Rosana Braga e Kenzo Koshimura.

Facebook Comments

Share This