Por Lindenberg Junior

Estabeleça uma meta

Esta parece ser uma maneira estranha de começar, mas vai dar a você e ao seu cônjuge uma razão em comum para controlar as finanças ainda vai trazer motivação conjunta para continuar. Uma meta pode ser aquela viagem tão sonhada, bem como uma conta-poupança para situações de emergência. Controle suas despesas. A próxima coisa que vocês precisam fazer é saber exatamente para onde o dinheiro está indo. Você se surpreenderá se controlar seus gastos por dois meses a fio. Quero que você controle cada dólar (ou real) gasto, especialmente as despesas pequenas. Vou chama-las, em especial, de “devoradoras de dinheiro”!


Controle o que você come – e onde

Comer fora tem se tornado um hábito para muitas famílias. Estabelecer um limite de uma refeição por semana, por exemplo, já pode ajudar. Faça todas as suas refeições em casa, leve sua marmita ou um lanche todos os dias, utilize cupons de desconto e veja o quanto você pode economizar em uma semana. Lembre-se sempre de ir às compras com uma lista, e nunca vá quando estiver com fome. Se tiver tempo, compre em diferentes mercados. Por exemplo, um determinado supermercado pode ter uma boa qualidade e excelentes preços de verduras e frutas, mas não é tão bom para comprar carnes. Enfim, seja um comprador inteligente aproveitando as promoções e utilizando diferentes fontes para diversos produtos.

Pague suas contas pontualmente

Preste muita atenção às datas de vencimento para que você não gaste a mais com multas e juros por atraso ou tenha suas taxas de rentabilidade reduzidas. Por exemplo, um atraso no pagamento do seu cartão de crédito pode gerar uma multa de $35 (USA) e ainda acarretar numa perda de alguma promoção. Faça um plano de custos. Após checar todas as suas despesas, é hora de sentar com a família e sugerir um orçamento razoável para todos. Não é bom ter um orçamento que não possa manter. Ao estabelecer metas você define seu limite.

Assim você terá um poderoso fator motivador e condições de possuir o que quiser. Comece economizando no trabalho. Agora que você tem suas despesas sob controle e provavelmente reduziu de 10% a 20% suas despesas usuais, solicite que sua empresa deposite seu salário diretamente em sua conta-poupança. Solicite também que metade de qualquer aumento, bônus ou rendimento de imposto de renda sejam direcionados a um fundo de rendas, e a outra metade para sua conta-corrente. Faça isto com mais da metade do que você ganha. Quando começar a economizar, isto vai virar um hábito.

Venda algo

Todo mundo tem algo que não quer ou não precisa. Vender “coisas de casa” pode gerar rendimentos extras. Faça uma “garage sale” (EUA), divulgue no Facebook marketplace e/ou craiglist (classificados), convide amigos para uma festinha estilo “networking”, etc. Inclusive venda itens mais valiosos que você já não queira como joias e até mesmo veículos. E claro, considere utilizar o eBay – o maior site de leilões do mundo com um tráfego que chega a atingir dois milhões de pessoas, ou algum outro portal de vendas online. Deposite o dinheiro que você ganhar em uma conta-poupança. Tenha um segundo emprego (um part-time como se diz nos EUA). Ter dois empregos não e divertido, claro, mas é uma forma de você alcançar sua meta.

Cada estratégia aqui mencionada tem em vista uma meta – aumentar os recursos e reduzir as despesas.

Boa sorte!

* Esse artigo teve a consultoria do contador e preparador de impostos nos EUA, Ricardo Coutinho, da RC Business Services, que vive em Beverly Hills, Califórnia – www.rebusiness-services.com

Facebook Comments

Share This