Bradley Cooper e Lady Gaga em “Nasce Uma Estrela” (2018)

Na terça-feira (18), a Academia de Hollywood anunciou que 347 produções são elegíveis a categoria de Melhor Filme na cerimônia do Oscar 2019. É o maior número dos anos recentes da premiação, com 2016 trazendo 336 filmes, 2015 com 305 e 323 filmes em 2014. Desde 1970, quando 374 filmes foram considerados elegíveis, não se vê o número tão alto de obras.

A academia não divulgou a lista, mas, entre os favoritos ao prêmio estão “Roma”, dirigido por Alfonso Cuarón, “Nasce uma Estrela”, de Bradley Cooper, “A Favorita”, de Yorgos Lanthimos, “Pantera Negra” (Ryan Coogler), “If Beale Street Could Talk” (Barry Jenkins) e BlacKkKlansman (Spike Lee) estão entre os cotados para indicações.

O Brasil, que concorreu com o filme ‘O Grande Circo Místico’, infelizmente não entrou na disputa de Melhor Filme Estrangeiro. O longa de Cacá Diegues estava entre os 87 filmes originalmente considerados na categoria. Sétimo longa do diretor a tentar indicação ao Oscar, a produção acompanha 100 anos de trajetória de uma família dona de um circo. Inspirado em poema homônimo de Jorge de Lima, parte do livro A Túnica Inconsútil, de 1938, o filme tem no elenco nomes como Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer, Antônio Fagundes, Juliano Cazarré e o francês Vincent Cassel.

O longa brasileiro “O Grande Circo Místico” fica fora da disputa de Melhor Filme Estrangeiro

Foram pré-selecionados filmes da Colômbia (Pássaros de Verão), Dinamarca (Culpa), Alemanha (Werk ohne Autor), Japão (Assunto de Família), Cazaquistão (Ayka), Líbano (Cafarnaum), México (Roma), Polônia (Guerra Fria) e Coreia do Sul (Em Chamas).

A Academia também revelou na terça-feira suas listas de pré-indicados em categorias específicas, incluindo Melhor Canção Original, Melhor Documentário e Melhor Filme Estrangeiro. Os indicados para o 91º Oscar serão anunciados no dia 22 de janeiro e a cerimônia será transmitida no domingo, 24 de fevereiro.

Facebook Comments

Share This