Nada mais ecológico do que flores e nada mais afrodisíaco, em termos de óleo, do que o de jasmim. Segundo historiadores, a famosa Cleópatra já usava o óleo de jasmim em seus cabelos para distrair Marco Antônio durante seus encontros de negócios.

A maioria desses óleos, no mercado do que podemos chamar afrodisíaco, são extraídos de flores brancas que desabrocham à noite. E a flor do jasmim é a rainha delas. Devido aos seus componentes “estimulantes”, como o “Indol”, que está presente no perfume de todas as flores brancas, o jasmim é considerado a flor mais sensual do mundo, seguido por madonna e a lily.

Já o sândalo, óleo afrodisíaco que pode ser usado para ambos os sexos, às vezes permite criar o clima do “aqui e agora” para fazer acontecer. Em um artigo publicado no “Internacional Journal of Aromatherapy” se discutiu os benefícios dessa flor no auxílio do clímax entre casais, transformando fantasias em acontecimentos bem reais. Já o almíscar ajuda a criar uma atmosfera própria para o romance. Se você tem um primeiro encontro que acha pode ser decisivo, essa essência deve ser sua escolha.

O neroli (que vem da flor de laranja) e o ylang-ylang ajudam a relaxar o corpo e, consequentemente, a gerar um clima mais descontraído e apropriado naquela hora H. Por outro lado, o óleo de rosa tem o poder de abrir o coração de ambos os sexos. Já é usado há centenas de anos pelas mulheres e serve de bom agrado para a maioria dos homens – especialmente se for misturado com um óleo de condimento.

Os óleos considerados afrodisíacos tendem a ser usados primeiramente como relaxante físico e depois contribuem para a excitação. Isso acontece porque o aroma ativa certas partes do cérebro e do corpo ajudando nos momentos de prazer e beneficiando casal.

Facebook Comments

Share This