Kevin de Leon, Senador da Califórnia

Kevin de Leon, Senador da Califórnia

Varias organizações, ativistas e funcionários públicos fizeram um pedido ao governador de Califórnia, Jerry Brown, para que o estado se converta no primeiro “Estado Santuário” dos Estados Unidos para que, assim, possa ter autonomia para não colaborar com nenhum plano de deportação massiva por parte do governo de Donald Trump.

Uma proposta por parte dos ativistas foi apresentada na terça-feira, dia 29 de novembro, durante uma sessão do conselho municipal da cidade de Oakland, na área da Baia de São Francisco. Se o governador ou a legislatura derem luz verde à petição, a Califórnia faria história e estabeleceria uma postura política de proteção aos indocumentados para que os diferentes departamentos de polícia do estado não colaborem com as autoridades de imigração em tarefas como identificar ou deportar aqueles que não tenham documentos legais.

Na Califórnia estima-se que existem 2,3 milhões de indocumentados. O estado possui várias cidades que já se declararam santuários de imigrantes, como é o caso de Oakland, São Francisco e Los Angeles. O presidente do senado da Califórnia, Kevin de León, declarou que o estado deve ser uma força de oposição diante da próxima administração federal.

Em declaração à rede de TV hispânica Univision, o senador estatal disse que é dever do estado proteger seus residentes, independentemente de status legal ou racial, e que eles também estão no estado contribuindo para “o sonho californiano”. Kevin de León ainda afirmou que os líderes estaduais defenderam os direitos dos imigrantes agressivamente e que apoiaram qualquer medida ou ferramenta que previna uma ação irresponsável pela administração Trump.

Facebook Comments

Share This