Por Sandra Domingos | Tradução: Laís Oliveira

Há muitas pessoas agradáveis ​​no mundo ou, melhor dizendo, um grande número de pessoas que só dizem “sim” em sua rotina diária. Mas e no que diz respeito ao menos ouvido, a palavra “não”? Quando criança, somos ensinados a ter consideração com os demais e ajudá-los o máximo possível, mas você é uma pessoa que diz “não” a si mesmo e “sim” aos outros sempre? É provável que seja exatamente isso que você faça, mesmo que subliminarmente. Pergunte-se: quando é hora certa de usar o seu “não” de forma eficaz? Nós vamos te ajudar nessa questão.

Lidando com o Estresse

Sentir demasiadamente causa sobrecarga e aumenta o estresse crônico, e pessoas que não conseguem dizer “não” são geralmente as primeiras a serem vítimas. É importante compreender seus próprios limites e ao invés de ajudar sempre primeiro os outros, você deve cuidar antes de si mesmo. Isso significa às vezes dizer não aos amigos e familiares a fim de manter a saúde em dia e bem estar para você.

Sentimentos de Obrigação

Esta é, de longe, a causa mais comum de ressentimento em pessoas, uma vez que são basicamente “forçadas” a dizer sim, quer desejem ou não. Talvez alguém tenha feito um grande favor para você na vida, talvez seja um membro da família. Você sente uma sensação de obrigação e de estar sempre em contato e conceder o que quer que a pessoa solicite de você, mas é preciso se perguntar “quando o favor terá sido retribuído de forma justa?” Ou seja, até quando eu devo ajudar a pessoa para retribuir o favor que me fez.

Esta situação obrigatória constante cria ressentimento e o ressentimento pode, literalmente, fazer você ficar fisicamente doente. É importante que eles saibam que você deve se colocar em primeiro plano e fazer o  necessário por você, antes deles. Se surgir um problema, pode ser melhor cortar os laços e remover uma pessoa tóxica da sua vida, do que adoecer por causa dos outros.

Comemorar durante a semana

Embora entendamos completamente a necessidade de descontrair após uma semana de  trabalho cansativa, não há absolutamente nenhuma justificativa para ficar atrasado em suas obrigações e beber durante a semana quando você tiver responsabilidades para resolver na manhã seguinte. Isso acontece com muitas pessoas quando se veem pressionadas pelos outros fazendo convites e sendo insistentes, mesmo que seu bom senso diga que não. Lembre-se: você não está fazendo nenhum favor a eles, pois  será você quem sofrerá as consequências de uma noite mal dormida no dia seguinte, para não mencionar o ressentimento e a tristeza de ter cedido. Dizendo sim a isso, está dizendo não ao seu bem estar.

Habilitando o mau comportamento

Este tipo de situação já aconteceu com todos em algum momento da vida, seja uma criança pedindo algo, ouvindo um não seu e lentamente isto te deixando magoado, seja amigos implorando-lhe um empréstimo ou gastos desnecessários. Embora este tipo de situação possa parecer insignificante no momento, ela permite um mau comportamento e desrespeito a longo prazo. Quando você diz não, seja a uma criança insistente ou a um amigo, precisa ser firme. Você ganhará um respeito infinito por ter crenças inflexíveis e será visto como um pilar de força.

Sem Falar

Sem dúvida, houve várias vezes em que você se sentou silenciosamente enquanto algo (ou alguém) te estressa e faz seu sangue “ferver” e te deixa a ponto de explodir, mas você não demonstra essas emoções. Isso pode acontecer desde um chefe te repreendendo no escritório a um valentão ou um estranho aleatório que se considera superior a você. Ao permitir isso, você está se diminuindo cada vez mais. Portanto abra sua boca, exija respeito e expresse em palavras suas crenças e seu poder.

Últimas palavras…

O “não” não é uma palavra ruim. Ela foi criminalizada pela sociedade sob a ilusão de que as coisas devem estar bem o tempo todo. Você acabará por se ressentir e sentir fraco e nunca mais vai fazer o que quer ao permitir que os outros sempre pisem em você. Você precisa ser um exemplo e cuidar de si mesmo antes de cuidar de qualquer pessoa.

* Sandra Domingos é professora de yoga certificada e uma viajante apaixonada. Ela já visitou mais de 50 países em todo o mundo. Quando Sandra não está viajando, ela está em sua casa em Itararé (Bahia, Brasil) ou visita a família em L.A e / ou Santa Barbara (Califórnia).