Por Conceição Trucon

sbweb_2016_oct-7_cancer-e-mudancas_2Seguindo as leis biológicas, que têm por objetivo divino estabelecer a harmonia em cada espécie e também velar pelo equilíbrio funcional de cada célula, órgão e sistema, não tem motivos para cristalizar doenças no corpo físico. Às vezes, no ritmo dessa intrincada evolução, uma ou mais células encarregadas de formar determinados órgãos, se vêem impossibilitadas de continuar seu trabalho de multiplicação, enquanto as demais seguem a sua função preestabelecida.

Aquelas células doentes ou mutantes ficam adormecidas na intimidade do organismo. Em determinada passagem da vida acordam naturalmente do seu repouso prolongado ou despertam sob a ação de estímulos internos ou externos, que podem ser de origem mecânica, física ou química. Nessas circunstâncias, essas células nunca mais conseguem entrar no ritmo de trabalho de suas companheiras. Verificam-se divisões celulares aberrantes formadas por elementos de morfologia diferenciada do conjunto ao qual pertencem, dando origem às formações benignas ou malignas, como acontece com os tumores e cânceres.

A grande infelicidade desta distorção celular consiste no fato de que a doença, sobretudo nos cânceres internos, só é diagnosticada tardiamente, quando os recursos terapêuticos já estão cada vez menos efetivos, apesar de extremamente agressivos e violentos para as demais células saudáveis. Entre os motivos físicos, temos como excelente exemplo os raios solares e radiações nucleares. E entre os mecânicos, temos atritos contínuos como um caminhar muito defeituoso, próteses inadequadas, hábitos continuados de auto-destruição ou uso exagerado de roupas sintéticas. Entre os químicos, temos o cigarro, o açúcar branco, alimentos refinados, defumados, aditivados, corantes, solventes, etc.

Já sabemos com bastante segurança que escolhas simples e, ao alcance de todos, podem aumentar ou diminuir enormemente as chances de desenvolver algum tipo de câncer. A grande sabedoria está em praticar hábitos de vida que previnam essa doença. Precisamos “não levar a vida muito a sério” e nos estressar menos, ter uma dieta saudável, manter o peso, fazer exercícios físicos, parar de fumar, e realizar um “check up” regularmente que incluam exames de mama, de próstata e do colo de útero. No geral, o ser humano na sua necessidade de se iludir pelo prazer imediato, prefere resistir em ter hábitos saudáveis agora, sem pensar que no futuro terá que depender da sorte de tratamentos como a quimioterapia e/ou radioterapia surtirem efeito.

Hoje por exemplo, já conhece-se uma longa relação de alimentos que, de uma forma ou de outra, protegem contra o desenvolvimento de tumores. Como é o caso das isoflavanas, substâncias contidas na soja – que diminuem as chances de câncer da mama. O licopeno, presente no tomate, que ajuda a prevenir o câncer de próstata. O resveratrol, abundante nos vinhos tintos, que protege a mama e o intestino.

Também, a folha da graviola contém substâncias medicinais chamadas acetogeninas, que curam muitos tipos de câncer, matam células cancerígenas dez mil vezes mais rápido do que o melhor remédio usado nos hospitais, mas, que conforme experimentos, até agora os laboratórios ainda não conseguiram sintetizá-las para patentear o remédio, por isso elas só são usadas em sua forma natural. Enquanto que a planta Unha de Gato, usada há séculos por curandeiros e herbalistas no Peru, nos anos 70 e 80, atraiu a atenção do National Cancer Institute devido a histórias de sucesso contra a leucemia.

thick-373064_960_720• Um estudo publicado em 2004 pelo The New England Journal of Medicine mostrou que, entre os homens, a obesidade é responsável por cerca de 14% de ocorrências de câncer. No caso das mulheres o indice é ainda maior, 20% dos tumores, especialmente na mama e no endométrio.

• O cigarro aumenta em 40 vezes as possibilidades de alguém desenvolver um tumor. Estima-se que o tabaco provoque pelo menos 1/3 de todos os cânceres do mundo, o que faz dele a maior de todas as causas de tumores que existem.

• Pelo fato de que ervas e plantas não podem ser patenteadas, grandes companhias farmacêuticas tiveram pouco interesse em dar continuidade às pesquisas no setor pela “falta de garantia no retorno de seus investimentos”.

O Câncer não aparece à toa, nem é determinado de forma inevitável por nossos genes. Ele é, em grande ocorrência, uma doença “ambiental”, numa reação do nosso corpo ao mundo que o cerca. O segredo está em viver em harmonia com o seu próprio corpo, viabilizando assim, a saúde plena e a entrada em processos mais evolutivos em todas as áreas da vida. Prevenir a doença é o grande propósito. Sem dúvida há que ter coragem, pois ser diferente incomoda a muitos e ser esclarecido dá trabalho. Mas, o beneficiado desta estória é você mesmo. Muitos anos atrás, antes mesmo que eu perdesse meu único irmão com câncer linfático, detectei a presença de um sinal que previa a minha tendência a desenvolver um câncer, caso eu não mudasse minha conduta de vida, isto é, se eu não interferisse em meu destino. Isso foi detectado pela leitura de minhas mãos, pois trabalho também com a Quirologia.

As mudanças que fiz em minha vida e sigo praticando até hoje são exatamente tudo aquilo que está descritos em meus livros e nos textos, e está também em minhas palestras e cursos. Sabe o que aconteceu? Aquele sinal que havia em minhas mãos desapareceu. Trata-se de uma vitória que me confere toda a força do mundo para seguir fazendo o que faço: Compartilhar conhecimentos sobre como funcionamos física e energeticamente, e deixar que cada um, no seu discernimento e livre-arbítrio tome suas decisões.

Dentro da minha determinação, apoio e torço para que as suas mudanças sejam lentas e graduais, mas que sejam positivas! Pequenos passos para a frente. Com atitudes construtivas. Resista com muita coragem para não dar passos para trás. A vida saudável passa pelo auto-amor, pela valorização do seu corpo físico, que é o templo da sua alma. Sem o corpo físico não há evolução espiritual!

Dicas

1. Praticar atividade física diariamente;

2. Consumir preferencialmente alimentos naturais, frescos e integrais. São as folhas, frutas, legumes, sementes, brotos e cereais integrais;

3. Alimentar-se de forma relaxada, celebrando o próprio ato de estar nutrindo o seu corpo;

4. Mastigar com sabedoria. Dê oportunidade para o seu paladar expandir e valorizar os alimentos saudáveis. Ajude os seus órgãos digestores a gastarem o mínimo de energia neste processo – a digestão;

5. Hidratar-se com água vitalizada e chás terapêuticos. Em jejum tomar sucos desintoxicantes à base de folhas verdes e frutas frescas e cruas;

6. Caminhar ou fazer um exercício de mobilização de energia após as refeições;

7. Desintoxicar-se diariamente, respeitando os órgãos excretores que são extremamente sábios, mas dependem de você, da sua parceria, da sua cumplicidade;

8. Respeitar e valorizar seus pensamentos: Atitudes positivas estimulam o cérebro para aprender e registrar coisas novas, ou seja, crescer. Atitudes negativas costumam ser destrutivas ou paralisantes. Ou seja, lá se vão as oportunidades para crescer.

9. Buscar a todo instante estar alerta (meditar), para ser cada dia que passa uma pessoa mais assertiva, ou seja, alinhada com suas verdades e valores interno;.

10. Desenvolver o hábito de ler, ouvir músicas, praticar artes, dançar etc., nos momentos onde antes estaria assistindo TV ou jogando conversa fora;

11. Falar menos, refletir e autoconhecer-se mais;

12. Cuidar dos seus ouvidos, olhos, pele, boca e nariz – os cinco sentidos – de todas as formas;

13. Cuidar mais da sua qualidade de vida e menos da vida dos outros. Aliás, ajudamos muito mais os outros quando somos uma boa referência daquilo que falamos e acreditamos. Consistência.

Esse texto é baseado nos livros “Alimentação Desintoxicante” e “O Poder de Cura do Limão”. A autora, Conceição Trucom é terapeuta, escritora, e atua nas áreas de alimentação, meditação, estudos da cabala, tarot, quirologia e radiestesia. Conceição vive em São Paulo, Brasil e pode ser contactada pelo email: mctrucom_at_ajato.com.br 

Facebook Comments

Share This