Entre cantores, modelos e atores, famosos vestiram a camisa verde e amarela novamente nesta sexta-feira (06), no jogo contra a Bélgica, e reforçaram a torcida pela Seleção Brasileira mesmo longe do Brasil. Vivendo nos Estados Unidos, Europa ou qualquer outro lugar do mundo, eles mostram que estão sempre com a seleção canarinha.

A ex-modelo e hoje apresentadora, empresária e mãe de três filhos com o ator americano Matthew Mcconaughey, Camila Alves, tem dupla cidadania e revelou que mantém o espírito festivo do brasileiro dentro dela apesar de ter ido para os EUA com apenas 15 anos e sempre torce para a seleção durante as copas.

Mas ela tambem é orgulhosa de ser norte-americana e, em uma entrevista à revista Ocean Drive Magazine, relevou “aqui eu formei minha vida adulta e fiz a minha família. As pessoas que moram aqui me deram a oportunidade de me tornar a pessoa que sou hoje. Sou muito orgulhosa disso. Apesar de ter nascido, ter sido criada no Brasil e ter parentes lá, quando me perguntam onde é a minha casa, eu digo que é aqui no Texas e tenho orgulho disso”.

Além dela, quem também vestiu a camisa verde e amarelo foi Gisele Bündchen, esposa do quarterback Tom Brady, que compartilhou a imagem em suas redes sociais junto à legenda “Vamos Brasil-sil-sil”. A também modelo brasileira, que atualmente vive na Europa, Izabel Goulart, também torceu à distância pela seleção. Após seu namorado, goleiro reserva da seleção alemã, ter sido eliminado ainda na fase de grupos, Izabel focou no Brasil e torceu até o fim, acreditando numa virada – que não veio – contra a Bélgica.

A atriz Carolina Dieckmann, atualmente morando nos Estados Unidos, viajou ao Brasil para torcer pela seleção junto à família. Com a derrota e eliminação da seleção da copa do mundo, a atriz voltará para sua casa, que fica em Miami.

Com a vitória de hoje, a Bélgica irá encarar a França nas semifinais, nesta terça-feira (10), em São Petersburgo, em busca de seu primeiro título mundial. Já o Brasil adia o sonho do hexa em mais quatro anos.