Por Simone Sousa


Localizada na costa oeste do Estado do Ceará, Jericoacoara lembra uma simpática vila de pescadores que desde a década de 70 recebe visitas de turistas de todas as partes do mundo. Não foi à toa que Jericoacoara, ou Jeri para os mais íntimos, foi eleita pelo jornal Washington Post como uma das dez praias mais bonitas do mundo. Sem falar na hospitalidade dos moradores locais que esbanjam simpatia e boa receptividade, reforçando ainda mais a fama da pequena vila.

Jeri é uma praia privilegiada por ter fortes ventos, o que a faz um lugar procurado pelos amantes dos esportes aquáticos como o Kitesurf e Windsurf. Segundo os kitesurfistas locais, Jeri é uma das praias que mais venta no mundo e o turista que tiver vontade de aprender um desses esportes, pode ter aulas com instrutores locais. Além dos fortes ventos, Jeri possui outras características marcantes que a torna uma praia diferente das outras.

Para começar, o acesso não é muito fácil, para se chegar até lá são necessárias cinco horas de carro partindo de Fortaleza através da rodovia CE-085, chamada de rodovia Estruturante. Mas para quem prefere ir de ônibus, a empresa Viação Redenção faz o roteiro Fortaleza – Jijoca diariamente. Da pequena cidade de Jijoca até chegar a praia de Jeri são 23 km de distância (em média 1 hora) que passam a ser percorridos por jardineiras (veículo adaptado para transportar turistas).

A travessia é um pouco lenta devido a estrada por entre as dunas e pela praia. Mas isso tudo deixa a viagem diferente das outras, com um ar de aventura e com um contato maior com a natureza. Chegando lá, o turista pode sentir a areia branquinha em seus pés, desde a sua chegada: toda a vila não possui calçamento ou asfaltos e o uso de sandálias de dedo é quase uma obrigação!

O contato com a natureza não para por aí, Jeri é uma espécie de oásis junto ao mar. A praia mais movimentada da vila e ideal para esticar a canga é a Praia da Malhada. Lagoas com águas cristalinas são outras atrações da pequena vila, como é o caso da Lagoa da Pinguela, onde você pode passar o dia relaxando na rede dentro de águas cristalinas ou aproveitar para registrar o momento com lindas fotos do lugar.

A famosa Pedra Furada

A maior atração de Jeri, sem dúvidas, é a famosa Pedra Furada. A pedra já se tornou ícone do lugar. São necessários 3 km de caminhadas pela praia para se chegar até o local da pedra, ou para quem prefere ter uma vista mais privilegiada, o turista pode caminhar até a pedra furada por cima de uma pequena serra, conhecida como serrote e ainda contemplar a praia vista do alto. Muitos turistas fazem esse mesmo percurso a cavalo, tornando o passeio ainda mais bacana. O caminho é tranqüilo, de fácil acesso, mas se recomenda levar uma garrafinha de água e usar protetor solar, pois o sol não brinca em serviço!

Mangue Seco e outros atrativos locais

Quem gosta de lugares quase intocáveis, a dica é conhecer o Mangue Seco a 5 km de Jeri e aproveitar para fazer um passeio de balsa a remo e ver de perto os cavalos-marinhos mergulhados num braço de mar que leva a mangues. Para completar o passeio, você pode aproveitar e ir conhecer Guriú, que é uma pequena vila de pescadores, que marca o limite oeste da APA (Área de Proteção Ambiental) de Jericoacoara.

Outra atração natural é o pequeno vilarejo de Tatajuba, que foi totalmente reconstruído por seus moradores depois que a ação das dunas do local, há alguns anos atrás, cobriram toda a cidadezinha. O vento é o grande artista desse paraíso, onde a contemplação da natureza é o maior prazer! O passeio para as praias vizinhas pode ser feito de bugue. Em Jeri, existe a Associação de bugueiros, onde o visitante pode contratar o translado e o passeio até as lagoas naturais, Mangue Seco e Tatajuba.

Jeri ainda mantém algumas características que as torna primitiva e intocada. A luz elétrica, por exemplo, chegou ao local há apenas alguns anos, e as ruas não possuem iluminação pública, nem postes de luz elétrica, somente a luz da lua ilumina as ruas e ruelas da vila de pescadores. O bacana é caminhar pela vila sob a luz do luar, sentindo-se num paraíso quase intocável.

Outra grande atração é o belíssimo pôr-do-sol visto do alto da duna. De lá, você contempla o mergulho do sol no oceano, um verdadeiro presente da natureza! Dizem por lá que a duna do pôr-do-sol é o “termômetro” de Jericoacoara. Segundo os moradores locais, quando ela está cheia de turistas e visitantes que apreciam o cair do sol, a noite será alegre e animada. Tudo isso pode ser apreciado ao som das batidas da capoeira, onde grupos locais abrem a roda ali mesmo na praia, e chamam a atenção dos visitantes que assistem as apresentações, sempre no final da tarde.

À noite, os turistas podem se divertir nos badalados bares e restaurantes da vila, onde a culinária regional à base de peixe e camarão é o prato principal. O forró é a pedida do momento. Ainda mais quando se trata de um dos ritmos mais tradicionais do Ceará. Mas, para quem prefere lugares mais tranqüilos, em alguns bares e restaurantes encontramos música ao vivo, com MPB com voz e violão, deixando assim, o momento mais romântico para os casais apaixonados. Rock, reggae e música eletrônica também são encontrados em barzinhos e casas de show em Jericoacoara.

A vila possui três ruas principais todas cortadas por ruelas estreitas com pousadas, lojinhas de artesanato, bares e restaurantes. Não se pode visitar Jeri e deixar de levar uma lembrancinha do lugar. Peças em palha e crochet são comuns nas variadas lojas de artesanato.

Existem pousadas para todos os tipos de gostos. Das mais simples e rústicas, como albergues, até as mais confortáveis e sofisticadas com boa infraestrutura. As diárias são a partir de R$100 reais (casal). Mas existem muitos outros tipos de acomodação, como pequenas casas ou mesmo chalés, que famílias de moradores locais alugam para quem quiser passar uma temporada em Jeri.

É bacana conseguir um tempo ou férias para conhecer Jericoacoara e relaxar, desfrutando das belezas do lugar, que além de ter belos cenários, reúne lendas e histórias que fascinam os visitantes. A melhor época para conhecer Jeri é de junho a dezembro, pois a temporada de chuvas inicia em janeiro e vai até junho, depois do mês de julho faz sol o ano todo. Ótimo período para conhecer esse lugar abençoado por Deus e bonito por natureza!

Facebook Comments

Share This